quinta-feira, 21 de maio de 2015

Dia das Mães - Joinville

A primeira homenageada no Dia das Mães é Maria, Mãe de Jesus, Mãe da Igreja e Mãe de cada um dos cristãos. Por isso, esse dia foi comemorado com grande solenidade na casa de formação da juventude dos Arautos, com a Celebração Eucarística e a coroação da Imagem de Nossa Senhora, realizada por uma das mães presentes.
Houve também uma apresentação musical de percussão e algumas músicas cantadas pelas jovens do Projeto Futuro e Vida.

A seguir foi representada uma cena teatral onde uma mãe, a rainha, imersa na aflição pois sua filha escapara com vida da guerra, mas caíra prisioneira do inimigo e levava vida miserável, rezava com devoção à Nossa Senhora para lhe devolverem a princesa. Passaram-se assim quase dois anos e a angustiada rainha, após muito chorar e meditar, resolveu tomar uma ousada decisão. Protegida pela escuridão da noite, dirigiu-se à catedral e pegando o Menino Jesus do colo da imagem de Nossa Senhora disse:
— Prometo-Vos devolver vosso filho logo que tiver novamente em meus braços, são e salvo, o meu!
Na masmorra da fortaleza inimiga, uma luz fulgurante rompeu as trevas da escura prisão: ali estava a própria Mãe de Deus, resplandecente de glória e formosura! As pesadas portas do calabouço abriram-se de par em par. Com um olhar doce e firme, a Rainha do Céu lhe disse:
— Jovem, és agora livre. Sai, volta a teu lar e dize à tua mãe que me devolva meu filho, agora que Eu lhe restituí o seu!

Nossa Senhora premiou o reinado com o precioso dom desse milagre que testemunha o quando podem, ante o trono de Deus, o amor e a ousadia de uma mãe.

sábado, 16 de maio de 2015

Atividades Arautos do Evangelho

Os Arautos do Evangelho proporcionam diversas atividades às jovens que frequentam nossos centros juvenis: passeios, visitas culturais e religiosas, exposições formativas, conversas, recreações e, evidentemente, o ponto auge é a Celebração Eucarística assistida com muita piedade e compenetração.


segunda-feira, 11 de maio de 2015

Projeto Futuro e Vida - Joinville

Continuam as atividades dos Arautos do Evangelho em benefício da juventude através do Projeto Futuro e Vida que, desta vez, foi realizado nas escolas Municipal Agrícola de Pirabeiraba e Eugenio Kruger. O objetivo deste projeto consiste em visitar estabelecimentos escolares para promover apresentações musicais e propor aos jovens ocupações atraentes e formativas.


domingo, 26 de abril de 2015

Atividades Projeto Futuro e Vida - Joinville

Por que somos devotos de Nossa Senhora? Quais são as razões que nos levam a ter tanta devoção a Ela?
Na programação de sábado passado, as jovens do Projeto Futuro assistiram a uma reunião sobre a devoção à Nossa Senhora segundo São Luís Grignion de Monfort:
“Por um ovo, Nossa Senhora nos dá um boi”
“Maria Santíssima, a mais honesta e a mais generosa de todas as puras criaturas, não se deixa vencer jamais em amor e liberalidade. E por um ovo, diz um santo devoto, ela dá um boi, isto é, por pouco que lhe damos, ela dá mais do que recebeu de Deus; e por conseguinte, se uma alma entrega-se a Ela sem reserva e nela deposita toda confiança, trabalhando em adquirir as virtudes e domar as paixões, ela se dá a essa alma também sem reserva”.
Vejamos um exemplo da generosidade de Nossa Senhora. 
Certa vez, dois monges muito devotos de Maria, que sempre recorriam a Ela com filial devoção, precisaram fazer uma viagem de um mosteiro a outro passando por um grande bosque.
Enquanto viajavam, caiu a noite e eles não tinham onde pernoitar. Rezaram, então, pedindo proteção e um lugar onde pudessem descansar.
De repente, viram uma luzinha ao longe, que indicava haver ali uma casa ou choupana. Decidiram os bons frades ir até lá e pedir abrigo. Quando chegaram mais perto, deram-se conta de que não era uma casinha, mas um magnífico castelo!
Bateram à porta e veio atender um gentil mordomo, perguntando o que desejavam. Eles, então, pediram para dormir ali, e o mordomo se prontificou a perguntar à dona do castelo. Dali a pouco, ele voltou com a resposta afirmativa, e acrescentou que a dama estava convidando os dois frades para jantarem com ela.
A ceia na verdade foi um banquete, cheio de ricas iguarias e regado com deliciosos vinhos. A nobre senhora conversou com eles e deu-lhes muita atenção. Na hora de dormir, levou-os para os quartos, que mandara preparar com todo esmero.
Os irmãos estavam maravilhados com aquela hospitalidade. Dormiram como crianças e, no dia seguinte, foram convidados a tomar café com a nobre dama. Na hora da despedida, encantados com tudo e sem palavras para agradecer, disseram que rezariam muito a Deus por ela e por todos os seus numerosos criados.
A dama, então, ao se despedir, lhes entregou uma carta dizendo:
— Que façam uma muito boa viagem, e levem esta carta. Abram-na apenas daqui a três horas!
Muito curiosos, os frades retomaram seu trajeto, contando os minutos para abrir o envelope. Depois de três horas, abriram a carta…
…e nela estava escrito que aquele castelo não existia, mas Nossa Senhora quis retribuir a grande devoção que eles tinham por ela e veio pessoalmente recebê-los por uma noite, tal como desejava fazer um dia no Céu.
***

Após a reunião, todas participaram de uma especial animação organizada pelas estudantes do Colégio Arautos do Evangelho: uma super gincana.

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Incêndio na Catedral!

A cada quinta-feira, a Catedral ficava repleta desde cedo, pois o Dia Eucarístico era celebrado com muita piedade pelos fiéis daquela cidade. De manhã, Dom Matias, o Bispo, presidia a Santa Missa e expunha o Santíssimo Sacramento no belo ostensório dourado e adornado com pedrarias, revestido de uma capa de asperges toda bordada, sob uma cortina perfumada de incenso e ao som dos cânticos e do bimbalhar dos sinos.
Durante todo o dia os fiéis vinham visitar Jesus Hóstia, para a Ele agradecer tantos favores recebidos, apresentar-Lhe novos pedidos, depositar a seus pés sofrimentos e aflições ou apenas para fazer-Lhe companhia, em profunda adoração.
Ao cair da tarde, Dom Matias abençoava solenemente o povo que enchia as naves do templo e até mesmo o átrio externo da suntuosa Catedral.
— “Tão sublime Sacramento, adoremos neste altar”...